Histórias ConVida. António dos Santos Fidalgo

Catarina Reis
Jornalista

“Sinto-me feliz com a minha idade e são todos muito bons para mim”. É desta forma que António dos Santos Fidalgo se sente, aos 99 anos. Nascido a 22 de março de 1923, na localidade de Monte de Bois, da freguesia do Bárrio, cedo começou a trabalhar, a servir em quintas pela região de Alcobaça, passando por Valado dos Frades. “Trabalhava como criado, a tratar do gado entre outras tarefas”, conta a’O ALCOA. Trabalho que abraçou dos 7 aos 10 anos, seguindo mais tarde as pisadas do pai e o ofício de serrador.

“Andei muitos anos com a serra às costas, por aí”, recorda. Profissão que interrompeu aos 18 anos, altura em que cumpriu o serviço militar obrigatório, passando por Lisboa e Leiria. António Fidalgo lembra um dia em que vinha da tropa, de bicicleta, de Leiria para a sua casa em Monte de Bois e ficou apeado, “porque a bicicleta escangalhou-se”. Nesse tempo, “andava-se muito a pé ou de bicicleta e não havia transportes”, relata.

Vivendo toda a vida em Monte de Bois, foi também na terra que conheceu a sua companheira de uma vida, Cecília Maria Bento, que partiu há nove anos. Desta união, em 1946, nasceram duas filhas: Maria Emília, de 74 anos, e Maria Isilda, de 69. Família que, entretanto, cresceu, com a chegada de quatro netos, oito bisnetos e dois trisnetos. Paralelamente à profissão de serrador, António trabalhou também na construção. “Fiz um pouco de tudo”, refere. Homem de sete ofícios e sempre pronto a ajudar, esteve também envolvido na fundação da Associação Desportiva Recreativa de Monte de Bois, sempre disponível, a abraçar o que fosse preciso, em eventos, iniciativas, em obras, ou no serviço de café e no atendimento ao público, tarefa que desempenhava com sucesso, apesar de não saber ler nem escrever.

Saiba mais na edição impressa e digital de 31 de março de 2022.

Catarina Reis
Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found