José Aurélio na feira do livro da Benedita

Lúcia Serralheiro
Terra Mágica das Lendas

A Feira do Livro da Benedita decorre de 4 a 7 de maio na Praça Damasceno Campos. A Terra Mágica das Lendas escolheu o tema património, que se escreve, lê e estuda também pelos livros. A 4 de maio pelas 16h:00, José Aurélio, autor de vários monumentos na nossa zona e pelo mundo fora conversa com os leitores sobre ‘Arte no Espaço Publico’.

No 1.º aniversário da elevação de Benedita a Vila, em 16 de maio de 1985 ficámos a conhecer o nosso brasão feito por José Aurélio e a sua escultura Acqua Mater, obra feita pelos Eugénios em tempo record: um lago redondo recebia a água de 4 seios bojudos, dois de cada lado, envoltos em placas que simbolizavam as correias de transmissão das máquinas e faziam jus à industrializada Benedita. O artista diz que a ideia da fonte ‘água mãe’ foi por que tendo nessa época frequentado muito a Benedita, se apercebeu de que a falta de água afligia a vida dos beneditenses e diz «penso que por solidariedade… senti o desejo de contrariar aquela dolorosa realidade, com uma mãe de água, que, ainda que falsa, gerasse a ilusão de que não havia falta de água na Benedita. A referência à indústria nas rodas dentadas da calçada e na borda do lago, foram de facto a maneira de eu assinalar o notável espírito empreendedor que, já nessa altura, há quase 50 anos, os beneditenses exibiam com orgulho». As pedras brancas separadas em redor do lago, qual roda dentada, por entre as quais se ia escoando a água, repercutiam-se nas pedras negras da calçada portuguesa, em dois círculos que os pés pisavam, como que dizendo é este o caminho…

Em 2017, quis a CMA requalificar o local, retirando a escultura de J. Aurélio. Foi-lhe feita a promessa de que o monumento, simbolizando a nossa identidade, saía daquele lugar, mas iria ser recolocado em frente da Casa da Vila. Sobre ele pouco ou quase nada se sabia, nenhuma informação do seu autor ou do seu significado no local. Que na recolocação prometida e em curso, se faça a descrição do seu significado, autoria e que não faltem as rodas dentadas ‘ na Feira do Livro a 4 de maio às 16h00.

Lúcia Serralheiro
Terra Mágica das Lendas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found