Leiria. Clínicos alertam para o risco psicossocial que vivem no centro hospitalar

Catarina Reis
Jornalista

Os profissionais do serviço responsável pela Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Leiria alertam para o “risco psicossocial em que se encontram os trabalhadores de todas as classes profissionais”, inclusive eles, “que no presente desenvolvam a sua atividade diária no Serviço de Urgência deste hospital”.
Numa carta datada de 30 de novembro de 2022, para Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria, enviada a’O ALCOA a 10 de janeiro deste ano, os clínicos alertam para o agravamento das condições em que trabalham, nomeadamente a falta de recursos. Situação que denunciam ter-se “agudizado nos últimos meses, com a reorganização interna do Serviço de Urgência”. Trabalham com “a sensação de amargura constante de não se conseguir identificar e tratar atempadamente” quem aqui vem. Os médicos psiquiatras revelam viver “num stress laboral constante, desgastante e patológico de algum dia não conseguirem dar resposta”. Sentimentos emocionais que os levam a trabalhar “em modo de sobrevivência, continuamente em alerta, com receio de que alguém morra por falta de assistência”, refere a comunicação.

Saiba mais na edição impressa e digital de 12 de janeiro de 2023.

Catarina Reis
Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found