Na Casa Regíola os clientes ultrapassam gerações

Foto por Catarina Reis

Na “Casa Regíola”, no centro de Valado dos Frades, há montras decoradas com fitas, bordados para aplicar nos aventais das senhoras e tecidos de diversas variedades, tipos e texturas vendidos a metro para confeção.
As paredes estão «forradas» com caixas de botões, fitas, fechos e prateleiras onde há um pouco de tudo: pijamas, camisas para dormir, roupa interior, xailes, lenços e memórias que parecem não ter fim, como o cheiro do balcão de madeira, onde as grandes placas de tecidos se desenrolavam para ser medidas, ou os botões, que eram depois embrulhados em pedaços de papel, podendo ser guardados no porta-moedas ou na algibeira. Detalhes agora feitos de forma diferente, adaptados às novas realidades, mas que naquele lugar parecem muito vivos.

(Saiba mais na edição em papel e digital de 17 de março de 2016)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found