Nazaré. Nadadores-salvadores satisfeitos com época balnear

Neuza Santos
Jornalista Estagiária

A Nazaré deu como terminada a época balnear, a 15 de setembro. Daniel Meco, presidente da Associação de Nadadores-Salvadores da Nazaré, de 52 anos, faz um balanço positivo do verão. Com sete postos de vigia na praia da vila e 22 nadadores-salvadores nas praias da vila, do Norte e do Salgado, Daniel Meco admite a’O ALCOA que “havia uma estrutura positiva”.
No decorrer da época balnear, que começou a 1 de junho, o “mar esteve mais calmo, devia de ter sido um dos melhores anos”, relata Daniel Meco. Por isso, esteve quase sempre colocada a bandeira verde, à exceção de três dias, em que foi hasteada a bandeira vermelha. Contudo, ainda houve “algumas ocorrências no mar, apesar de não terem sido muito graves”, conta o presidente da Associação de Nadadores-Salvadores da Nazaré. À exceção da “morte da menina de nove anos, que é de lamentar, mas naquele momento a praia ainda não se encontrava a ser vigiada”, confessa o nazareno. Acabada de chegar à praia, “uma equipa deslocou-se rapidamente”, mas não a tempo. O coordenador lamenta o facto de “as pessoas irem a banhos, sem cumprirem o horário da vigia, pois é impossível estarem nadadores-salvadores o dia inteiro na praia”: o horário é das 10h00 até às 20h00.

Saiba mais na edição impressa e digital de 16 de setembro de 2021.

Neuza Santos
Jornalista Estagiária

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found