Peregrinação. Grupo testemunha caminhos de Santiago

Jéssica Calhas
Jornalista

Partiram de Oviedo e, após cinco dias e 140 quilómetros, chegaram a La Mesa, o destino ambicionado para esta que foi a primeira parte da peregrinação com rumo a Santiago de Compostela. O grupo, composto por 13 pessoas, dos 17 aos 73 anos, incluiu um caso muito especial: Maria Fernanda Luís, de Turquel, já fez vários caminhos de Santiago, mas neste assinalou os seus 65 anos na companhia do seu filho e neto, algo de que se orgulha. Não foi fácil. A meteorologia não ajudou os peregrinos, que estiveram sujeitos a chuva, vento, granizo e neve. A turquelense recorda um dia “de mais dilúvio em que tivemos de nos agarrar três a três para conseguirmos avançar”, louvando a força dada pelo P. Ivo Santos junto do grupo. “Perante aquelas condições, foi uma honra para nós chegarmos ao destino, mas é algo que tem de ser feito com muita fé, amor e sempre com a imaginação de chegar a Santiago de Compostela”, garante. Além disto, Maria Fernanda Luís assegura que a união sentida no grupo foi fundamental na peregrinação. “Dizem que a união faz a força, e é mesmo verdade”, afirma, acrescentando ser “difícil encontrar grupo tão especial como o nosso”.

Saiba mais na edição impressa e digital de 26 de janeiro de 2023.

Jéssica Calhas
Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found