Produtores queixam-se do preço imposto pelo mercado

Foto por Sara Susano

Os preços praticados nas superfícies comerciais relativamente à carne de porco e ao leite produzidos em Portugal tem levado a protestos por parte dos produtores. Armindo Rogério, suinicultor, e Jorge Silva, bovinicultor são dois dos produtores da região que também se manifestaram.
“Nunca vi isto assim; tenho 63 anos, comecei a trabalhar no ramo aos 14, tenho dez empregados e vamos ver até que ponto os aguento”, disse a’O ALCOA Armindo Rogério, suinicultor, queixando-se da concorrência de produtores estrangeiros, alegadamente com subsídios à produção nos seus países. (…)
“Estamos a vender o leite a um preço muito mais baixo do custo de produção, que ronda os 33 a 35 cêntimos por litro de leite, tendo em conta a alimentação das vacas e o investimento”, adianta por sua vez o bovinicultor Jorge Silva. “Neste momento, o preço praticado por uma grande parte dos produtores é de 28 cêntimos e há muitos produtores a receber a 20 cêntimos e até a menos, o que é uma coisa mesmo vergonhosa”, acrescenta o também vice-presidente da Associação de Produtores de Leite de Portugal. (…)
Segundo Rui Anselmo, secretário da Associação de Agricultores da Região de Alcobaça e diretor da Federação Portuguesa das Associações de Suinicultores, “a falta de rotulagem da maioria da carne e leite que são colocados à venda, procedimento que é obrigatório por lei, limita a liberdade de escolha do consumidor”. (…)

(Saiba mais na edição em papel e digital de 31 de março de 2016)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found