S. Martinho. Projeto “Apanha que é Ciência” motiva abertura de Clube de Ciência Viva

Catarina Reis
Jornalista

Quando se junta o conhecimento ao saber, o resultado só pode ser: “Apanha que é Ciência”. Projeto do Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto, focado num produto endógeno da terra: as algas. Iniciativa que surge na sequência de uma candidatura à abertura de um Clube de Ciência Viva, na escola, e que irá arrancar no próximo ano letivo.

Teresa Damásio, professora de Matemática e de Ciências Naturais e uma das responsáveis pelo projeto, explica a’O ALCOA que “a perspetiva de ter um Clube de Ciência Viva na escola significa que passamos a fazer parte de uma rede de clubes de ciência, que vai de certeza ter um grande incremento”. O projeto, que irá receber um financiamento de 10 mil euros, “pretende fazer, não só um trabalho no agrupamento, mas levar a ciência também à comunidade”, nota a professora. “O tema tinha de ser a apanha das algas”, refere Ana Antunes, também responsável pelo “Apanha que é Ciência”. A professora de Biologia e Geologia justifica a escolha por ser “uma fonte de interesse económico e turístico”.

Para o sucesso do projeto, foram estabelecidas parcerias com a Associação de Pesca e de Apanha Submarina de Algas e com a Junta de Freguesia de São Martinho do Porto, mas também com parceiros que funcionarão como consultores científicos, tais como a Universidade de Coimbra e a Escola Superior de Turismo do Mar de Peniche.

As atividades do clube irão iniciar-se em setembro. Os três anos letivos integram diferentes temáticas e estratégias. “O primeiro ano ‘Faz-te à Maré’ vai ser muito centrado no conhecimento da biodiversidade: saber que algas existem, quais as que têm mais interesse económico, as que aos apanhadores interessam e as de que não gostam tanto”, explica Ana Antunes.

Saiba mais na edição impressa e digital de 14 de abril de 2022.

Catarina Reis
Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found