S.O.S. Património. Achados arqueológicos do Parque Verde

Foi durante a construção do Parque Verde de Alcobaça, em 2017, que se descobriram uns achados arqueológicos, supostamente datados do período romano. Na altura, muita polémica gerou, não só porque decorriam as obras do parque da cidade, como havia quem defendesse um estudo a sério e concreto do espaço, algo que até à data nunca veio a acontecer. O parque foi inaugurado a 21 de março de 2019 e os achados arqueológicos ficaram, mantendo-se no local, mas sem nenhuma alteração.

Atualmente vedados e tapados, passam despercebidos a quem por ali passa, que vê apenas um monte de terra e uma placa, que se encontra vandalizada, dando conta da existência dos mesmos.

Carlos Guerra, vereador do Partido Socialista na Câmara Municipal de Alcobaça, entende que “os achados arqueológicos serão um forte atrativo para o parque, que valorizarão o espaço e o torne mais visitável, quer os trabalhos de descoberta, quer o produto final das mesmas”. O vereador explica que “o facto de a população poder acompanhar os trabalhos de descoberta arqueológica e dessas descobertas poderem ficar acessíveis aos olhos de todos será mais uma atração turística que despertará a curiosidade de quem nos visita”. Para isso acontecer, Carlos Guerra lembra “a promessa da câmara municipal em colocar uma equipa especializada em arqueologia para inventariação, classificação e intervenção neste local, o que lamentavelmente ainda não aconteceu”, defendendo “que é urgente avançar com estes trabalhos”.

Achados arqueológicos em 2017

Saiba mais na edição impressa e digital de 9 de junho de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found