Saúde. Governo inaugura estruturas na região

Com a lei da eutanásia entretanto suspensa pela apreciação do Tribunal Constitucional, a ministra da Saúde, a 19 de março, Marta Temido, veio inaugurar a primeira unidade de cuidados paliativos do distrito de Leiria, no Hospital Bernardino Lopes de Oliveira, em Alcobaça. A ministra declarou que o Serviço Nacional de Saúde “não dá só resposta a nascimentos e a curas, mas responde também aos momentos em que a vida termina”. Em projeto, fica o objetivo de criar uma equipa domiciliária de cuidados paliativos no distrito.
O presidente do município, Paulo Inácio, enalteceu “a qualidade e profissionalismo” dos profissionais que são o rosto da nova unidade, resultado de financiamento de 85% pelo quadro comunitário Portugal 2020 e de 75 mil euros do Município de Alcobaça.
Para Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria, que abrange o Hospital de Alcobaça, a nova unidade representa uma resposta “multidisciplinar com elevada preparação técnica e grande sensibilidade para a humanização dos cuidados, assegurando aos doentes ‘vida até ao fim’”, conferindo assim “acrescida dignidade assistencial a doentes altamente vulneráveis”.

Saiba mais na edição impressa e digital de 1 de abril de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found