Opinião

Banner_AntonioGuerra(semcargo)

Uma questão de prioridades

A propósito da eventual construção do Parque Verde na cidade, parece que voltamos a só poder ser contra, ou a favor. A questão enquadra-se bem na dicotomia instalada na Cidade: não se vê capacidade política negocial para ajudar a resolver problemas urbanísticos como, por exemplo, na Rua D. Pedro V ou no gaveto das ruas Alexandro Herculano com a 16 de outubro (sejam ou não da esfera privada), mas queremos um hotel de luxo; as margens dos rios continuam por limpar, nem está resolvida a questão do Parque de Campismo, mas queremos um Parque Verde.
A análise das questões pela via do contra ou a favor só acontece pela absurda ausência de planificação estratégica, que não enquadra cada de investimento numa razão justificada e o mais consensual possível.
Sem ela, como justificar a um Munícipe da Benedita ou de Pataias que podemos gastar 5 milhões de euros num jardim e num Parque Verde, mas não há 1 euro para investir em zonas industriais que contrariem a deslocação de investimentos para concelhos limítrofes, onde encontram respostas e condições melhores do que no seu próprio Concelho?
Se eu sou contra um Parque Verde na cidade que habito e onde os meus filhos crescem? Claro que não.
Mas, por uma questão de prioridades, considero muito mais importante contrariar a razão pela qual os jovens, que saem do Concelho para frequentar o ensino superior, raramente voltam: porque não se tem sabido atrair investimento que crie emprego, fixe a população e gere desenvolvimento, aqui incluindo o retorno dos universitários. No entanto, se consultarmos a imprensa local dos últimos anos, logo ressalta que a resposta para a generalidade dos problemas arrancaria “para a semana”. E assim é tantas vezes, que acredito que ainda vamos a tempo de ponderar e rever as nossas prioridades de desenvolvimento. Nesta perspetiva, poderá a construção de um Parque Verde contribuir para alterar este estado de coisas e será este investimento de 2,5 milhões de euros uma prioridade para a Cidade ou o desenvolvimento do Concelho? Creio que não, porque continuando assim, sem conseguir fixar os nossos, como poderemos atrair os outros?

Outras notícias em Opinião

  • Jesus a espreguiçar-Se

    Quando o Papa fez 83 anos (17 de dezembro passado), ofereceram-lhe uma estampa que sintetiza o seu programa pastoral: a santidade “della porta accanto”, a…

  • Valores Sociais

    A doutrina social da Igreja (DSI) tem como orientações básicas seis princípios e quatro valores: os princípios, abordados nos artigos anteriores, são a dignidade humana,…

  • Seitas e Movimentos Religiosos

    Que as seitas são altamente prejudiciais à sociedade, todos reconhecem. Muitas pessoas, sobretudo entre os jovens, têm sido captadas por redes sectárias. Pensam, ingenuamente, que…

  • Um conto de Natal | As dúvidas de Renato

    Renato frequentava um curso superior, na cidade. Os pais viviam na aldeia. Eram crentes. Renato nem por isso. As aulas na Faculdade e a vida…

  • Princípios sociais, numa visão de conjunto

    Nos últimos artigos, foram apresentados os seis princípios da doutrina social da Igreja consagrados no respetivo Compêndio de 2004: dignidade humana; bem comum; destino universal…

  • A carta de Greccio

    S. Francisco de Assis foi pela primeira vez a Greccio por volta de 1209, numa altura em que a pequena cidade sofria o ataque de…

  • O Vaticano e as divindades pagãs

    A ideia de construir um museu nasceu há mais de cinco séculos na cabeça de alguns Papas. A palavra «museu» não existia e, menos ainda,…

  • Princípio da solidariedade

    O princípio da solidariedade é o último dos seis consagrados no Compêndio da Doutrina Social da Igreja (CDSI): ele sintetiza de algum modo os restantes,…

  • O Inferno, o Céu e a oração do rico

    O mês de novembro é dedicado aos mistérios do encontro ou desencontro com Deus. Pode ser um encontro feliz, inesgotável e exultante, ou pode ser…

  • Princípio da participação

    Cada um de nós faz parte de uma família; e, em maior ou menor grau, faz parte de uma ou mais associações, outras instituições, empresas,…