Vanda Marques contra abstenção de Rogério Raimundo

Em Alcobaça, o orçamento municipal para 2016, de cerca de 37 milhões de euros, foi aprovado com os votos contra do PS e CDS-PP que, pela primeira vez neste mandato rejeitaram o documento, e com a abstenção do antigo vereador Rogério Raimundo, da CDU, que substituía a atual vereadora, Vanda Marques, na reunião da votação.
Rogério Raimundo, cuja abstenção viabilizou o orçamento, justifica a sua decisão com o facto da autarquia ter mudado a sua forma de atuar em relação ao passado, de ter passado a considerar pela primeira vez propostas da oposição, inclusivamente da CDU. Mas esta argumentação não é secundada pela vereadora da CDU em efetividade de funções. Em declarações a’O ALCOA, Vanda Marques referiu que a sua “decisão era votar contra porque o orçamento continua a não ser transparente, porque há falta de estratégia e de incumprimento de algumas promessas e as ideias da CDU continuam a não ser ouvidas”, acrescentando que “deveríamos ter votado contra, mas agora não há grande coisa a fazer”. O documento irá agora ser apreciado em Assembleia Municipal, onde a CDU poderá mudar o sentido de voto, intenção que, segundo Vanda Marques, tem o seu partido, votando contra.

(Saiba mais na edição em papel ou digital de 12 de novembro de 2015)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found