Viver mais e melhor Já pensou como fazê-lo?

Que significado tem para si a experiência de envelhecer e, por conseguinte, a velhice? Já alguma vez pensou nisso? Que importância atribui a esta etapa da vida? Considera-a uma experiência positiva, com aprendizagens, conquistas pessoais e materiais ou, pelo contrário, remete para ela a visão negativa que, por norma, se atribui ao termo «velho» e à sua associação ao avanço da idade cronológica? Ainda uma outra questão, como quer viver esta etapa do curso da sua vida? Quer ser autónomo e atar os seus próprios sapatos ou vestir e despir o seu casaco sempre que lhe apetecer, sem precisar de ajuda?
A resposta a esta e outras questões, pertinentes logo que o indivíduo atinge a idade adulta, encontra eco no início da prática desportiva, sempre que isso não se verifique, permitindo vir a criar oportunidades contínuas de prevenção da doença e reabilitação rumo a um processo de envelhecimento ativo (Organização Mundial de Saúde).
É fundamental que todos percebam o papel do exercício e a sua relação tanto com os níveis de desempenho, do ponto de vista profissional, como com a capacidade de reabilitação e melhoria do estado de saúde, aspectos estes comprovados cientificamente. O exercício físico não é mais do que um “comprimido”, isto é, deverá ser encarado como uma “pílula milagrosa” natural e anti- stress que vem pôr termo ao processo decorrente da alteração do «modus vivendi» original do indivíduo, com a consequente promoção do facilitismo.
Numa sociedade onde se faz valer a competência mental do ser humano, urge, cada vez mais, implementar ações que levem à realização de exercício físico acompanhado.
A existência de um público diferenciado, dividido entre a prática da caminhada e a corrida, entre outras, pressupõe o acompanhamento de técnicos competentes que lhe permita fazer o que mais gosta, MAS conhecendo o modo como deve fazê-lo, isto é, atender ao nível de intensidade de esforço, ao ritmo da passada e respetiva amplitude. Caminhar e correr pode, ou não, ser para todos, por isso é muito importante utilizar um método de treino específico, evitando assim situações de risco, como as lesões. Atualmente os ginásios DIN0’S HEALTH & FITNESS CENTERS disponibilizam, nas suas instalações, tanto a caminhantes como a praticantes de corrida, uma avaliação prévia e um método de treino específico para a sua condição física e técnica, repetidos a intervalos regulares, de modo a serem avaliados os resultados obtidos. Deste modo, mantém as características do exercício praticado, realizando-o acompanhado e de forma segura e equilibrada.
Ficam no ar duas questões: Estaria disponível para potencializar os benefícios do simples ato de caminhar?
Como se sentiria se tivesse liberdade para escolher o seu caminho, MAS com a segurança da ciência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Candidaturas abertas

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

Porto de Mós. O projeto do baile dos pastorinhos

08 Mai | Sáb | 09:00

Leiria. O festival de música

15 Mai | Sáb | 19:30

Teatro José Lúcio da Sílvia, Leiria

Porto de Mós. Caminhada nas Minas da Bezerra e Serra da Pevide

08 Mai | Sáb | 09:30

Serra de Aire e Candeeiros, Porto de Mós

Caldas da Rainha. A exposição da ESAD

06 Mai | Qui | 09:00

ESAD, Caldas da Rainha

Leiria. Conferências de saúde, de economia e de ambiente

05 Mai | Qua | 14:30

Teatro Miguel Franco, Leiria

Alcobaça. Biblioteca convida à conversa com…

10 Abr | Sáb | 11:00

online