Opinião

manuelcastelhanosite-550x413

A Agricultura no Concelho – O Seu Programa de Governo

Passou praticamente despercebido à grande maioria dos alcobacenses aquela que poderia ser considerada uma das mais notáveis iniciativas da Autarquia ao tentar esboçar o primeiro Plano Estratégico de Desenvolvimento do Concelho no horizonte do novo quadro comunitario 2014 -2020.
Qualquer plano estratégico exige uma visão global que deve resultar da participação ativa de todos os setores da sociedade e agentes de desenvolvimento.
A Cooperativa, na percepção da importância do exercício, mobilizou um grupo de parceiros da área (13 organizações e 6 grandes produtores) para uma análise da evolução desejável, dos grandes eixos de potencial desenvolvimento e, bem assim, das áreas em que seria determinante a concretização de projetos estruturantes para ajudar a ultrapassar os estrangulamentos e as condicionantes da acção no setor.
E partindo de pressupostos como: a importância da atividade agrícola no concelho que representa cerca de 10% do Produto Interno Bruto, com tendência clara para crescer; um deficiente aproveitamento dos recursos naturais – solo e água; a importância determinante dos mercados; a posse de conhecimentos e competências que permitam estar na vanguarda da produção; a necessidade de melhorias na gestão das áreas florestais e a carga burocrática associada a alguns processos administrativos do setor, o grupo decidiu expressar em documento autónomo a que chamou “Contributo do Setor Agrícola para o Plano Estratégico do Concelho” os resultados da sua reflexão.
Garantir um bom escoamento e a promoção do produto agrícola de Alcobaça; um melhor aproveitamento dos recursos naturais; a produção de conhecimento no setor hortofrutícola e a captação de fundos comunitários para investimento no setor são, basicamente, as intenções que mereceram consenso das instituições subscritoras do documento entregue à Câmara Municipal.
Pena é que não se tenham mobilizado outros setores em ordem a dar tambem o seu contributo. Teriamos uma visão realista do futuro do Concelho e, por certo, um Plano Estratégico exemplar.

Outras notícias em Opinião

  • O Inferno, o Céu e a oração do rico

    O mês de novembro é dedicado aos mistérios do encontro ou desencontro com Deus. Pode ser um encontro feliz, inesgotável e exultante, ou pode ser…

  • Princípio da participação

    Cada um de nós faz parte de uma família; e, em maior ou menor grau, faz parte de uma ou mais associações, outras instituições, empresas,…

  • O valor do Património Cultural

    “Se destruís o passado, destruís a alma. Ficais sem raízes para corrigir o futuro. Os homens foram notáveis pelo que fizeram de notável”. Palavras colocadas…

  • Princípio da subsidiariedade

    O princípio da subsidiariedade baseia-se na dignidade e autonomia de cada pessoa e família, defendendo que as diferentes organizações privadas, com ou sem fins lucrativos,…

  • Destino Universal dos Bens 2166

    Este é o terceiro princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI), depois da igual dignidade humana e do bem comum abordados em artigos anteriores…

  • A festa da alegria

    Nestas últimas semanas, a Igreja lançou, em todo o mundo, um projecto renovado de evangelização. Este mês de outubro foi declarado um Mês Missionário Extraordinário,…

  • Rasoamanarivo

    A 7 de setembro, durante a viagem a Moçambique, Madagáscar e República da Maurícia, o Papa fez questão de visitar o túmulo de Victoire Rasoamanarivo,…

  • Francisco e Bento XVI publicam um livro em parceria

    Os autores são Papa Francisco e Bento XVI, o título é “Não façam mal a nenhum destes pequeninos. A voz de Pedro contra a pedofilia”.…

  • Princípio do «Bem comum»

    A seguir à dignidade humana, o segundo princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI) respeita ao bem comum, isto é: o conjunto de bens…

  • Perfume de poesia na Igreja Católica

    No próximo dia 5 de outubro, a Igreja passará a contar com mais 13 novos cardeais. Um deles é o português José Tolentino Mendonça, um…