Atual

A marca de vestuário infantil Rosa Amora nasceu em setembro e já exporta além-fronteiras

rosaamorasite

“Assim que soube que estava grávida e que era uma menina, comecei a procurar roupa para menina e não encontrava aquilo que eu realmente gostava”, explica Sónia Domingos, técnica oficial de contas e formadora de 35 anos, do Alto da Serra, Rio Maior. E assim nasceu a Rosa Amora. Do gosto de ver as meninas “bem arranjadinhas com lacinhos, folhos e golas”.
Das ideias de Sónia, inspiradas na sua pequena Inês, e das mãos de sua mãe, Maria de Lurdes, de 64 anos, costureira aposentada, saem, desde setembro de 2014, os modelos da Rosa Amora. “Mais do que uma forma de realizar algum dinheiro extra, queremos que a Rosa Amora funcione como um veículo de apoio a outras mães que, assim como eu, não encontram aquilo que gostariam de vestir às suas crianças a preços minimamente acessíveis”, adianta a jovem empreendedora.

(Saiba mais na edição em papel de 8 de janeiro de 2015)

Outras notícias em Atual