Eduardo López. “As pessoas não me procuram a mim, mas a Deus”

Foto por Patriarcado de Lisboa

O Padre Eduardo López nasceu na Guatemala, a 20 de outubro de 1989.
Foi aos 21 anos que sentiu de forma mais evidente o seu chamamento. Entrou para o seminário em 2012 e foi ordenado sacerdote em junho deste ano. Um mês depois, chegou às paróquias da Benedita, Turquel e Évora de Alcobaça, onde é vigário paroquial (coadjutor).

 

O que queria ser quando era criança?
Queria ser engenheiro.

Quando sentiu que ser padre era a sua vocação?
A vocação foi algo que fui descobrindo pouco a pouco. Não foi fácil, nunca idealizei para mim esta vocação. Como todos os jovens, queria tirar um curso e vir a casar. Foi em 2010, depois de uma série de peripécias, que o Senhor me foi convidando a arriscar por Ele, a dar-Lhe uma oportunidade e fazer uma caminhada vocacional.

 

Saiba mais na edição impressa e digital de 10 de dezembro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Candidaturas abertas

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

Porto de Mós. O projeto do baile dos pastorinhos

08 Mai | Sáb | 09:00

Leiria. O festival de música

15 Mai | Sáb | 19:30

Teatro José Lúcio da Sílvia, Leiria

Porto de Mós. Caminhada nas Minas da Bezerra e Serra da Pevide

08 Mai | Sáb | 09:30

Serra de Aire e Candeeiros, Porto de Mós

Caldas da Rainha. A exposição da ESAD

06 Mai | Qui | 09:00

ESAD, Caldas da Rainha

Leiria. Conferências de saúde, de economia e de ambiente

05 Mai | Qua | 14:30

Teatro Miguel Franco, Leiria

Alcobaça. Biblioteca convida à conversa com…

10 Abr | Sáb | 11:00

online