Economia

Iguarias de Portugal combina pitadas de inovação com um toque de autor

face

Nome: Iguarias de Portugal
Localização: Alcobaça, rua D. Maur Cocheril, nº6 (vulgo Travessa da Cadeia)
2460-032 Alcobaça
Contactos: Tel.: 262 588 016 / 916 644 703
Facebook: https://www.facebook.com/iguariasdeportugalalcobaca/
Nome: Iguarias do Brasil
Localização: Av. Manuel Remigio, Ed. Varandas da Nazaré, loja 41
2450-106 Nazaré
Tel. 910 216 285
Empregos criados: 5

Com inspiração na gastronomia portuguesa, mas com um toque que foge ao tradicional; eis a ementa do Restaurante Iguarias de Portugal, em Alcobaça.
O estabelecimento, onde durante quase três anos se confecionaram pratos do outro lado do Atlântico, reabre agora com comida portuguesa, tendo a gerência transferido o Iguarias do Brasil para a Nazaré, a reabrir em breve. Como garante Maria Lucia Miller, que em conjunto com Vasco Santos gere os dois espaços, a mudança deveu-se a uma “estratégia de negócio”, mantendo o “mesmo conceito, a mesma qualidade”.
Em Alcobaça, esta é, desde já, “uma aposta ganha”, sublinha a gerente, congratulando-se com o sucesso do Iguarias de Portugal em funcionamento desde fevereiro. Segundo os gerentes, entre os ingredientes do êxito contam-se o ambiente acolhedor, a hospitalidade, mas essencialmente o cuidado na elaboração do prato e o equilíbrio dos seus componentes. Com efeito, o Iguarias de Portugal aposta em pratos de autor, com assinatura do chefe Miguel Dias. Propostas que vão desde receitas que convidam a petiscar – como espetadas de enchido com broa, ovos com presunto, entre outro pitéus – a menus para quem quer almoçar a preços acessíveis. Mas há mais: o Iguarias de Portugal abre ao jantar à sexta-feira e ao sábado; servindo exclusivamente grupos à terça, quarta e quinta-feira. Assim, através de marcação, é possível personalizar o menu e reservar o espaço unicamente para esse efeito: “só para o grupo e com um menu exclusivo”, realça Vasco Santos.
Das ementas criadas pelo chefe Miguel Dias, dois dos pratos mais apreciados são o polvo panado ou o lombo com castanha, que “vale a pena experimentar”, a par do restante e variado menu. Na carta, há ainda a preocupação de incluir pratos vegetarianos ou sem glúten, sempre procurando as origens locais, acrescentando-lhe ao mesmo tempo a frescura genuína de novos sabores.
“Nós não temos simplesmente uma cozinheira, temos um chefe que é responsável pela ementa do restaurante e isso faz claramente a diferença”, conclui a proprietária. Diferença que se poderá saborear também em breve no Iguarias do Brasil na Nazaré. Portugal e Brasil vão estar assim unidos nestas duas experiências gastronómicas. Verdadeiras iguarias!

 

Outras notícias em Economia