Misericórdia aguarda apoio para aumentar lar

Foto por Catarina Reis

Um espaço acolhedor onde cada utente é tratado com se fosse da família, onde os mais velhos convivem, lado a lado, com os mais novos e onde o gosto de ‘cuidar’ se aplica a todas as salas, a qualquer geração. Assim se define a Santa Casa da Misericórdia de Aljubarrota, que celebrou cinco séculos em 2016, no mesmo ano em que abriu os braços a mais uma resposta social. O novo equipamento integra duas valências: o centro de dia e o lar, que acolhe 16 pessoas e que “precisava do triplo do espaço”, conforme refere a’O ALCOA José Carvalho, provedor da Misericórdia de Aljubarrota, manifestando vontade de avançar com as obras relativas à segunda fase do projeto, o que iria aumentar a capacidade para mais 20 camas, mais do que duplicando o número atual. “Apresentámos o plano em outubro, temos aprovação da Segurança Social, do Ministério da Saúde, mas aguardamos resposta da Câmara Municipal de Alcobaça”, pois a Santa Casa da Misericórdia não receberá apoio do poder central. “A avançarmos com a obra tem que ser com dinheiro nosso ou pedindo um empréstimo”, prossegue o provedor, a quem a autarquia comunicou que a questão “está em análise”.

(Saiba mais na edição em papel e digital de 9 de fevereiro de 2017)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found