Mosteiro. Pavimento histórico do deambulatório em risco

Ciente da importância da preservação do património, a Paróquia de Alcobaça tem ajudado o Estado e custeado o restauro e conservação de peças de culto, sagradas para a comunidade católica, como imagens, quadros, esculturas ou até de conservação de espaços no Mosteiro. Iniciativas que dão mostra do cuidado crescente que as paróquias da região têm relativamente ao património.

A Paróquia de Alcobaça tratou de tapar um buraco, por questões de conservação e segurança, no pavimento do deambulatório do Mosteiro de Alcobaça, recorrendo a um enxerto de madeira. Assim, a cavidade não aumentará (conduzindo ao alargamento dos danos aos mosaicos adjacentes), bem como é assegurada a segurança dos visitantes (a fim de que não tropecem, como acontecia).
Apesar de passarem despercebidos a quem por eles passa, os ladrilhos do pavimento da Igreja de Santa Maria de Alcobaça são considerados “de grande valor histórico”. A antiga diretora do Mosteiro de Alcobaça, Maria Augusta Trindade, na sua obra “A Cultura e a Arte em Ambiente Cisterciense”, editada em 2011, refere que estes “constituem um conjunto notável de ladrilhos do século XIII coloridos naturalmente em tons que vão do amarelo-claro até ao castanho-escuro”.

Saiba mais na edição impressa e digital de 24 de junho de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found