Opinião

Banner_AfonsoLuis

O sortilégio do futebol

Idolatrado por muitos, detestado por alguns, o jogo da bola, o futebol, arrasta multidões e provoca as paixões mais variadas. Deixou de ser genuinamente um desporto para se tornar numa indústria que movimenta milhões. Países como a Espanha, Alemanha, Inglaterra e Itália, com os seus estádios cheios, são bem o exemplo desta indústria dos nossos dias. De vez em quando, porém, “ainda há lugar para o romantismo”, como se escrevia há dias na revista Visão. Isto a propósito de se ter sagrado campeão inglês, o Leicester, um clube com um pequeno orçamento, a milhas dos colossos de Manchester, o United e o City, do Chelsea, do Arsenal, do Liverpool. Situada na região de Est Midlands, 160 quilómetros a norte de Londres, Leicester é uma cidade onde estive há uns anos, militava o clube nas divisões secundárias e, mesmo assim, apercebi-me do entusiasmo dos seus habitantes por futebol. Conduzido pelo veterano Cáudio Ranieri, um italiano de 64 anos que antes nunca vencera um campeonato, o Leicester levou as casas de apostas a ter de pagar um valor recorde de 13 milhões de euros aos apostadores. É que poucos esperavam este feito de jogadores de segunda ordem, de tostões, como estes. Então o goleador Jamie Vardy, que era operário numa fábrica há cinco anos, é hoje figura importante da seleção inglesa, tendo sido eleito futebolista do ano.
Por cá, também um jovem de 18 anos, Renato Sanches, ainda há poucos anos a viver modestamente no bairro da musgueira, em Lisboa, acaba de se mudar para Munique, para o Bayern, a troco de dezenas de milhões de euros. E vive-se a euforia do nosso campeonato, com Benfica e Sporting separados por dois magros pontos, e com milhares vibrando semanalmente com os resultados dos seus clubes. O Benfica, como é sabido, tem mais adeptos, vai na frente, e por isso há uma onda gigantesca a tingir o país de vermelho. É a indústria do futebol em ação, mas é também o descarregar de alienações, de frustações, pelos problemas do dia a dia. É o sortilégio do futebol.

Outras notícias em Opinião

  • O Inferno, o Céu e a oração do rico

    O mês de novembro é dedicado aos mistérios do encontro ou desencontro com Deus. Pode ser um encontro feliz, inesgotável e exultante, ou pode ser…

  • Princípio da participação

    Cada um de nós faz parte de uma família; e, em maior ou menor grau, faz parte de uma ou mais associações, outras instituições, empresas,…

  • O valor do Património Cultural

    “Se destruís o passado, destruís a alma. Ficais sem raízes para corrigir o futuro. Os homens foram notáveis pelo que fizeram de notável”. Palavras colocadas…

  • Princípio da subsidiariedade

    O princípio da subsidiariedade baseia-se na dignidade e autonomia de cada pessoa e família, defendendo que as diferentes organizações privadas, com ou sem fins lucrativos,…

  • Destino Universal dos Bens 2166

    Este é o terceiro princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI), depois da igual dignidade humana e do bem comum abordados em artigos anteriores…

  • A festa da alegria

    Nestas últimas semanas, a Igreja lançou, em todo o mundo, um projecto renovado de evangelização. Este mês de outubro foi declarado um Mês Missionário Extraordinário,…

  • Rasoamanarivo

    A 7 de setembro, durante a viagem a Moçambique, Madagáscar e República da Maurícia, o Papa fez questão de visitar o túmulo de Victoire Rasoamanarivo,…

  • Francisco e Bento XVI publicam um livro em parceria

    Os autores são Papa Francisco e Bento XVI, o título é “Não façam mal a nenhum destes pequeninos. A voz de Pedro contra a pedofilia”.…

  • Princípio do «Bem comum»

    A seguir à dignidade humana, o segundo princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI) respeita ao bem comum, isto é: o conjunto de bens…

  • Perfume de poesia na Igreja Católica

    No próximo dia 5 de outubro, a Igreja passará a contar com mais 13 novos cardeais. Um deles é o português José Tolentino Mendonça, um…