Olhares sobre o 25 de Abril quatro décadas depois

Foto por Daniela Ferreira

“Derrubado o governo por uma sublevação militar”, titulava O ALCOA de 3 de maio de 1974, acrescentando em caixa de texto: “25 de Abril de 1974: Dia histórico na História de Portugal”. Os tempos foram de euforia, de comemoração da liberdade um pouco por todo o país, a par de alguma conturbação social. Em 1975, os ânimos exaltaram-se, com o assalto à Câmara Municipal, à sede do Partido Comunista (PCP), disparo de tiros no comício de Álvaro Cunhal e na prisão de Tarcísio Trindade, presidente da câmara de Alcobaça antes da Revolução dos Cravos.
Volvidos 40 anos sobre o dia em que o país saiu à rua, ficam alguns olhares de quem viveu o antes e o depois.
Mário Vazão, antigo diretor d’O ALCOA, confirma que o quinzenário como qualquer outra publicação estava sujeito à censura e lembra as viagens que fazia todas as semanas, de Alcobaça a Leiria, para levar o jornal ao censor.

(Saiba mais em edição em papel de 30 de abril de 2014)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found