Primeira cooperativa de ensino nasceu há 50 anos

Foto por Sara Susano

Foi no passado domingo, dia 12 de outubro que tiveram início as comemorações dos 50 anos do Externato Cooperativo da Benedita (ECB), na missa presidida pelo bispo auxiliar de Lisboa, D. José Traquina, concelebrada pelo beneditense P. Paulo Gerardo; e pelos párocos anteriores e atual, P. Francisco Cosme, P. Armindo Reis e P. Ginfranco Bianco.
“Sempre que um homem sonha o mundo pula e avança”, como dizia o poeta. E foi de um sonho de um conjunto de cidadãos da Benedita que o Instituto Nossa Senhora da Encarnação, entidade proprietária do ECB, nasceu, há 50 anos atrás. “Foi muito difícil estar à frente de uma escola que estava a dar os primeiros passos mas com boa vontade e compreensão, fomos sempre encontrando soluções”, conta António Gameiro, primeiro diretor da primeira cooperativa de ensino do país.
Para muitos alunos, o externato traduziu-se numa oportunidade de estudar que não teriam de outra forma. Maria Antónia Ribeiro tem hoje 61 anos e tinha 11 quando fez parte da primeira turma diurna do estabelecimento de ensino. “Fomos para uma sala que era um barracão velho que tinha sido uma fábrica de cutelarias”, lembra, acrescentando que “muitas vezes tinham que limpar a água que estava na sala”. Cenário bem diferente do bem equipado estabelecimento de ensino de hoje.

Saiba mais na edição em papel de 16 de outubro de 2014)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found