Cultura

S.O.S Património. A Capela de Santa Ana, no Monte Santana, em Salir do Porto

capela-salir

A Capela de Santa Ana, no Monte Santana, em Salir do Porto, no limite, mas já fora, dos antigos coutos de Alcobaça, está a ser alvo de obras de recuperação ao abrigo de uma candidatura “Programa Operacional MAR 2020”, promovida pela Fábrica da Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Conceição.
Situada no promontório da barra de São Martinho do Porto, lugar ermo e de difícil acesso, mas com uma localização e vista singular sobre o mar e a baía, a capela terá sido construída durante o século XII e é apontada como o edifício religioso mais antigo do concelho de Caldas da Rainha.
É também vista como um lugar de grande valor sentimental e patrimonial para a população de Salir. O projeto prevê recuperar a capela, que está bastante degradada, mas também revitalizar a área envolvente e possibilitar a reutilização do espaço para eventos religiosos, nomeadamente peregrinações, retomando antigas tradições.
Orçada em mais de 93 mil euros, a obra é também suportada pela angariação de fundos realizada por elementos da paróquia, Patriarcado de Lisboa, população de Salir do Porto e emigrantes, principalmente os residentes nos Estados Unidos da América.
Este é um dos claros casos de património da região que clamava por intervenção e está agora a ser intervencionado.

Capela de Santa Ana em Salir do Porto

Em socorro do nosso património

Em defesa do património ameaçado das Terras de Cister, o Jornal O ALCOA, através desta rubrica, irá mostrar tesouros desta região, que fazem parte da nossa identidade e memória. Uma rubrica que pretende chamar por socorro do nosso valioso património.

Outras notícias em Cultura