Solidariedade. Instituições reforçam apoio alimentar à população

“Não há necessidade de passar necessidade”. É com esta ideia que a União de Freguesias de Alcobaça e Vestiaria tenta amparar quem precisa de ajuda alimentar e de bens essenciais. Pedidos que aumentaram com a pandemia e que chegam não só de pessoas que já tinham necessidades e carências, mas também da outra fração da população, que nunca pensou vir a ter de pedir um prato de comida. “As portas estão abertas para quem precisar de nós, famílias ou pessoas sozinhas”, garante a’O ALCOA Isabel Fonseca, presidente da união de freguesias, apelando também a “quem quer contribuir”. E têm chegado ajudas de empresas, particulares e sociedade civil. “Muitos anónimos, que querem dar, sem dar a cara”, explica a autarca, como o movimento espontâneo “Alcobaça Mais Feliz” tem ajudado com 100 cabazes de alimentos frescos e secos, “cabazes do amor”, entregues semanalmente às famílias necessitadas, selecionadas pela Rede Social da Freguesia. Bem como o Clube de Ténis de Alcobaça, que tem contribuído com a entrega diária de 14 refeições, que inclui almoço e jantar (mais direcionado para quem tem dificuldade em confecionar refeições, ou problemas de mobilidade). Têm sido também realizadas campanhas onde voluntários recolhem bens essenciais, como produtos de puericultura ou de higiene.

 

Saiba mais na edição impressa e digital de 18 de fevereiro de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found